CHÂTEAU MOULIN RICHE 2008

Cod: CUV00408

Seja a primeira pessoa a avaliar este produto

Produtor: Château Léoville Poyferré
País: França
tipo: Tinto



Região: Bordeaux
Uvas: 77% Cabernet Sauvignon, 17% Merlot e 6% Petit Verdot
Volume: 750ml


Preço já inclui o novo IPI ?

De acordo com a Medida Provisória número 690/15, convertida em Lei número 13.241 (30/12/2015), desde 01/12/2015 todos os vinhos vendidos no território brasileiro estão sujeitos à cobrança de IPI com alíquota de 10%. Os preços de venda em reais referenciados em nosso site já incluem o valor do IPI.

Disponibilidade: Em estoque

R$692,42
Esta propriedade pertence a família Cuvelier e está situada no Château Léoville Poyferré. Desta maneira, Château Moulin Riche beneficia-se do mesmo cuidado dedicado as vinhas do Château Léoville Poyferré. É considerado como o segundo vinho do Château Léoville Poyferré. Este Moulin Riche 2008 é um vinho bem elegante e equilibrado. Percebe-se grande evolução mesmo em sua juventude. Aroma delicado de frutas vermelhas frescas e especiarias. Ótima companhia para carnes vermelhas e queijos mais fortes.

Saiba Mais


Sobre o produtor

Em sua origem, sob o reinado de Louis XIII em 1635, Léoville Poyferré era um vinhedo que pertencia à Jean de Moytié. Na época, de acordo com os costumes, o domaine levava o nome do seu proprietário e se tornou o Mont-Moytié. Mont-Moytié foi um dos primeiros a produzir vinhos em Médoc, juntamente com o Château de Margaux, Tour de Saint-Lambert, Château de La Fite em Pauillac e Château de Calon em Saint Estèphe, terrois estabelecidos antes do período de guerra civil conhecida como La Fronde (1648-1653). Estas foram as primeiras vinícolas a aparecer na região de Médoc, que mais tarde se tonaram uma apelação de fato. Por aliança, Mont-Moytié tornou-se propriedade da Maison de Gascg. Foi Alexandre Gascg que cheio de ambição decidiu alterar o nome do domaine para Léoville e tornaram-se os melhores produtores de vinhos de Médoc. Depois da morte de Alexandre a propriedade passou por muitas famílias até que em 1920 os Cuvelier, negociantes de vinhos em Bordeaux, compraram a propriedade. A família adquiriu importantes propriedades, aumentando e aprimorando sua produção, como Château Le Crock, em Saint-Estèphe. De gestão centenária, o negócio dos Cuvelier passou de geração em geração e hoje está sob o comando de Olivier Cuvelier, que mantém consigo a paixão pela arte vinícola e segue desenvolvendo e comercializando uma ampla gama de importantes vinhos de Bordeaux.

Vinificação

As uvas são selecionadas manualmente em pequenos cestos para garantir a qualidade. Em seguida passam pela fermentação a temperatura controlada. Amadurecimento em barricas de carvalho francês de primeiro e segundo uso durante 20 meses. Clarificação natural e delicada.


Cor: Vermelho rubi com reflexos violeta.
Aroma: Delicado aroma de frutas vermelhas frescas, especiarias e notas amadeiradas ao final.
Palato: Encorpado, equilibrado com taninos delicados.
Harmonização: Boa companhia para carnes vermelhas, molhos condimentados e queijos mais fortes.
Teor alcoólico: 13.0%