GIGONDAS 2009

Cod: VDF00409

Seja a primeira pessoa a avaliar este produto

Produtor: Vidal-Fleury
País: França
tipo: Tinto



Região: Gigondas, Rhône
Uvas: 75% Grenache, 15% Syrah e 10% Mourvèdre
Volume: 750ml


Preço já inclui o novo IPI ?

De acordo com a Medida Provisória número 690/15, convertida em Lei número 13.241 (30/12/2015), desde 01/12/2015 todos os vinhos vendidos no território brasileiro estão sujeitos à cobrança de IPI com alíquota de 10%. Os preços de venda em reais referenciados em nosso site já incluem o valor do IPI.

Disponibilidade: Em estoque

De: R$344,19

Por: R$240,93

A apelação Gigondas é vizinha de Châteauneuf-du-Pape e por isso o chamamos de "irmão caçula". Um tinto poderoso e rico, com aromas pronunciados de ameixa e cereja e notas vegetais. Em boca é estruturado, cheio e untuoso.

Saiba Mais


Sobre o produtor

Essa casa histórica, a mais antiga vinícola do Vale do Rhône em operação ininterrupta, foi fundada em 1781 quando Joseph Vidal adquiriu seus 10 primeiros hectares de vinhedos no distrito de Ampuis, Côte-Rôtie.
A Vidal-Fleury conquistou reputação internacional muito rapidamente e tem como momento marcante de sua história a visita, em 1787, de Thomas Jefferson, o protagonista da Declaração de Independência dos EUA, seu 3º presidente e grande apreciador de bons vinhos.
Na década de 1890, Gustave Vidal, bisneto de Joseph, se casou com uma representante da família Fleury e o nome da casa passou a ser Vidal-Fleury.
Nas mãos da família fundadora por mais de dois séculos e sofrendo com a falta de interesse dos sucessores, em 1984 a Vidal-Fleury teve seu controle adquirido pela família Guigal, que trabalhou para reerguer o prestígio da casa. Pode-se dizer que 2008, com a inauguração da sua moderníssima adega e a chegada de uma nova equipe técnica capitaneada pelo competente Guy Sarton de Joncquey, foi o ano do renascimento da Vidal-Fleury.
Eu tenho uma previsão a fazer para os próximos anos: prestem atenção à Vidal-Fleury a partir de 2008 ... essa famosa casa, propriedade da família Guigal, parece destinada a virar a página de uma maneira positiva e radical. (Robert Parker, Wine Advocate #182).

Vinificação

As uvas colhidas manualmente passar por uma longa maceração, 2 semanas para Grenache e 3 semanas para Syrah e Mourvèdre, com a prática de "délestage” constante. Fermentação com leveduras selvagens, maceração com temperatura controlada de 30°C e fermentação malolática completa. Amadurecimento primeiramente em tanques de aço inox e posteriormente em grandes barricas de carvalho por 9 meses. Clarificação natural e delicada filtragem antes do engarrafamento. Ainda descansa em garrafa por mais 3 meses para ser lançado ao mercado.


Cor: Vermelho escuro.
Aroma: Aroma de amora, cereja, ameixa, notas vegetais e de violeta.
Palato: Rico e untoso com taninos estruturados.
Harmonização: Perfeito com carne vermelha, galinha, presunto cru e queijos.
Teor alcoólico: 14.0%